O que é um site? E como ele é feito?

Do que se trata um site e como é feito

Um site, basicamente, é uma página web, com informações arquivadas num servidor de hospedagem, acessada através de um endereço (IP) por um domínio, ex.: seusite.com.br.

O cliente faz a requisição no endereço das informações do site, digitando no navegador o endereço reservado à página e o servidor lhe retorna os dados solicitados na página.

Como é feito um site?

Um site, criado de forma nativa, é desenvolvido em HTML (linguagem de marcação), CSS (estilização), Javascript (linguagem de programação da web) e alguma linguagem de programação, para alguma lógica necessária no caso, principalmente de sites dinâmicos, como PHP, Python, Java, entre outras linguagens de programação.

Veja abaixo um exemplo de uma página simples em HTML:

<!DOCTYPE html> 
<html lang="pt-br">
<head>
  <meta charset="UTF-8">
  <meta name="viewport" content="width=device-width, initial-scale=1.0">
  <title>Site</title>
</head>
<body>
  Conteúdo
</body>
</html>

Diferença entre site dinâmico e site estático

Site estático

Um site estático é aquele que não conta com ferramentas de gerenciamento para alterações, mudanças ou reformulações realmente significativas de conteúdo, sem alteração do código fonte.

Isso significa que, caso seja necessário realizar esse tipo de modificação em um site estático, precisará de um profissional que tenha conhecimento de linguagens como CSS, JavaScript, PHP ou mesmo HTML para realizar as alterações diretamente no código fonte.

Site dinâmico

Um site dinâmico é o contrário do estático. Ele permite que sejam realizadas constantes alterações de conteúdo, como a criação de páginas, mas sem a necessidade de alteração no código fonte por parte de um desenvolvedor.

Também chamado de site gerenciável, o site dinâmico conta com um sistema de gerenciamento integrado, possibilitando as realização de alterações por meio de um CMS (Content Management System).

Outros tipos de sites

Dentre os tipos de sites, podemos citar:

  • Site institucional - Sites institucionais são ideais para empresas que já possuem um público cativo ou que, ao menos, já está inteirado sobre os produtos e serviços que a organização desenvolve. Isso porque ele funciona como um cartão de visitas online, podendo ter pouco efeito para visitantes não familiarizados com o seu negócio.
  • Loja virtual / e-commerce - Uma loja virtual se caracteriza pela venda direta de produtos e serviços ao cliente por meio da Internet. São muito bons para lojas de roupas, calçados ou mesmo serviços delivery e outros formatos diversos de venda.
  • Site one-page / mini-site - Os sites one-page ou mini-site possuem a grande vantagem de serem altamente responsivos. Por resumirem todo o conteúdo em uma única página subdividida por seções que abrem na própria home page, são bastante adequados para empresas com uma audiência jovem e ocupada, familiarizada com esse tipo de linguagem e acostumada com a rapidez da Internet.
  • Portais - Os portais são ainda mais diversos e completos do que os sites dinâmicos citados anteriormente. Você já deve ter entrado em um site como o G1 ou o Yahoo, que condensam uma grande quantidade de dados, informação e conteúdo. Esses sites costumam conter em uma mesma estrutura a seção de notícias, meteorologia, moda, e outras páginas diversas.
  • Hotsite - Os hotsites são sites esporádicos feitos para reforçar alguma campanha de publicidade, ou de Marketing, como um evento a ser realizado. Pode ser um produto novo ou mesmo algo sazonal que o seu negócio vai lançar e pelo qual as pessoas deverão nutrir um interesse passageiro.
  • Landing Page - As landing pages são muito similares aos hotsites, porém, o foco principal é trabalhar com todo conteúdo em uma única página para apresentação de serviços / produtos, geração de leads e vendas. Campanhas específicas em links patrocinados, redes sociais e outros que costumam redirecionar seus visitantes para essas páginas, fazendo com que as empresas tenham uma visão melhor das conversões.

Conclusão

Vai depender muito da necessidade. Normalmente é feito um pequeno questionário, para entender as necessidades dos clientes, além de prazos e saber que tipo de linguagem de programação será necessária no desenvolvimento.
Caso tenha o desejo de ter o seu próprio site, entenda antes que público deseja atingir e que informações irão conter em seu site. Após isso avalie o tempo que deseja que o seu site esteja pronto.

Comentários